Foto: Silvia Zamboni
news-details
Cultura

Zeca Baleiro se apresenta em Bragança na próxima semana

Cantor maranhense prepara repertório mesclando grandes hits da carreira e regravações de outros artistas

Na próxima quinta-feira, 25, o artista maranhense Zeca Baleiro se apresenta em Bragança Paulista. Na ocasião, o cantor e compositor fará um passeio pela sua discografia, mostrando alguns lados B e arranjos contagiantes de canções já consagradas, além de trazer algumas surpresas como releituras de músicas de outros artistas.

O veterano da Música Popular Brasileira trará, para a cidade, um show intimista e vibrante no melhor estilo voz e violão, ao lado de “sua banda de um homem só” - o guitarrista Tuco Marcondes. “Esse é um formato leve e divertido de fazer, porque permite maior interação com a plateia. Espero que o público se divirta”, comenta Zeca em entrevista ao Jornal Em Dia.

Em suas apresentações, Zeca mescla grandes hits de sua carreira e releituras de canções de outros nomes da música, compondo um repertório bastante variado, escolhido cuidadosamente por ele. “É uma escolha mais afetiva, naturalmente. Toco algumas novidades, bastante coisa do início de carreira, releio hits e homenageio alguns artistas brasileiros que admiro. Certas canções não posso deixar de fora, caso de ‘Quase Nada’, ‘Babylon’, ‘Telegrama’... O resto é surpresa!”, garante.

Há muitos anos na estrada – seu primeiro disco foi lançado em 1997 – o maranhense afirma que, após pisar em palcos de todo o país, cada cidade e cada local que percorre trazem uma emoção diferente. “Nada nunca é igual. Receptividade do público, atmosfera do show e mesmo repertório, tudo muda sempre, o que é ótimo, não deixa o trabalho se exaurir com a rotina”, pondera.

Além de compor grandes hits, Zeca possui diversas canções que já foram regravadas por admirados artistas da MPB, como Simone, Gal Costa e Elba Ramalho – uma troca de experiências que ele enxerga de forma muito valorosa. “A música popular sobrevive assim, se nutre disso, dessa relação entre as gerações, linguagens, os muitos autores e intérpretes. Adoro, por exemplo, redescobrir pérolas esquecidas”, observa.

Por falar em pérolas esquecidas, seu trabalho mais recente, o lançamento digital “Arquivo Raridades”, resgata e traz a público algumas interpretações “perdidas” de sua carreira – produzido para celebrar duas décadas de história. “Sou avesso a comemorações, mas resolvi comemorar os 20 anos de carreira com essa série ‘Arquivo’, de álbuns digitais. Foram dois de Duetos e um de Raridades, com coisas que se acumularam nesses anos - duetos, colaborações com vários artistas, sobras de estúdio, músicas pouco conhecidas do grande público etc. Aproveitei a data ‘festiva’ pra lançar esses trabalhos no mundo. Tudo raro”, explica.

Motivos para comemorar, aliás, não faltam a Baleiro. Após se passarem 21 anos de seu primeiro e premiado álbum, “Por Onde Andará Stephen Fry?”, ele faz um balanço positivo do caminho percorrido até aqui. “Tive meu trabalho bem aceito desde o início, apesar (ou por causa) das experimentações que ele continha. Gosto de ver o que fiz, 21 anos e muitos discos depois, acho que é uma obra que tem lá sua importância. Acho que canto melhor, componho melhor, produzo melhor. E tenho muita gana de produzir ainda, ou seja, ‘tô’ vivo, bem vivo”, coloca. E tamanha vivacidade talvez seja um dos segredos para que o compositor siga produzindo canções que ainda embalam a trilha sonora de milhares de fãs – ainda que ele rejeite a existência de fórmulas mágicas para alcançar e manter o sucesso. “O segredo para a permanência do trabalho é trabalhar e trabalhar, dia e noite, noite e dia”, diz.

Em Bragança, aos admiradores que ainda não conferiram de perto sua enérgica performance, esta será uma oportunidade para reviver grandes clássicos da MPB, bem como surpreender-se com as novidades preparadas pelo artista, que convida o público a prestigiar uma noite de muita musicalidade. “O cara mais underground que eu conheço é o diabo (em alusão à canção de sua autoria, “Heavy Metal Do Senhor”). Por isso, venham ao meu show ouvir antigas e novas canções”, finaliza, aos risos.

SERVIÇO

Show “Zeca Baleiro - Voz e
Violão”

Local: Casa de Cultura - R. Cel. Assis Gonçalves, 243, Centro

Data: 25 de outubro, às 21h

Ingressos: disponíveis em https://www.megabilheteria.com/, no Açaí da Praça e na Concessionária Luchini Chevrolet

Você pode compartilhar essa notícia!

0 Comentários

Deixe um comentário


CAPTCHA Image
Reload Image