Foto: Dimp
news-details
Saúde

Agentes de endemias passam por capacitação para controle de escorpiões do município

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, através da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, realizou, na última semana, uma nova capacitação para controle de escorpião do município, no Polo de Apoio Presencial da Universidade Aberta do Brasil (UAB). O objetivo foi 0ferecer mais conhecimento aos agentes no combate e controle de escorpiões.

Na ocasião, o palestrante Danilo Felipe Franco, da empresa Sime Prag do Brasil, falou sobre a morfologia do animal, as espécies de importância médica no Brasil, acidentes e sintomas, formas de controle e coleta, tipos de ambientes, medidas de prevenção, dentre outros assuntos.

Após o treinamento, os agentes foram a campo para fazer orientação de combate a escorpiões. Os trabalhos seguem o seguinte cronograma: no dia 1º, quinta-feira, as ações ocorreram no Conjunto Habi-tacional Marcelo Stefani, no Henedina Cortez, e no Centro; na segunda-feira, 5, e na terça-feira, 6, na região central, e nesta quarta, 7, e quinta-feira, 8, acontecem no Jardim São Miguel.

O chefe da Vigilância Epide-miológica e Controle de Doenças, Rodrigo Bueno, explicou que em 2017, a Administração Municipal, por meio dos agentes de combate às endemias, realizou mais de dez mil visitações em diversos bairros da cidade e que, até a presente data, já foram feitas 55 mil visitas.

Caso encontre algum escorpião, o Ministério da Saúde orienta, sempre que possível, capturar o animal, levá-lo até a Vigilância Epidemiológica, responsável pela fiscalização. Em caso de acidentes, a pessoa deve limpar o local da picada com água e sabão e procurar, imediatamente, orientação médica no Hospital Universitário São Francisco ou em uma das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do município. O telefone da Divisão de Vigilância Epidemiológica é: (11) 4034-4144.

Você pode compartilhar essa notícia!

0 Comentários

Deixe um comentário


CAPTCHA Image
Reload Image