Foto: Divulgação
news-details
Geral

Van escolar cai em córrego no Jardim Europa

Crianças entre seis e dez anos sofreram ferimentos leves

No final da tarde dessa sexta-feira, 23, uma van escolar com 16 crianças, mais o monitor e o motorista caiu em córrego no Jardim Europa.

Todos os alunos da Rede Municipal de Ensino, da Escola Cel. Ladislau Leme (Santa Luzia), eram transportados pela van da empresa prestadora de serviços, contratada pela Prefeitura.

O Samu, o Resgate do Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Polícia Civil, Polícia Militar, agentes de trânsito e voluntários prestaram socorro às vítimas.

Segundo o motorista, ele descia a Alameda Alemanha e, ao acionar o freio, percebeu que a van não atendeu ao comando. O veículo passou por cima do meio-fio, derrubou duas pequenas árvores e capotou dentro do ribeirão que margeia a Avenida Europa.

As crianças sofreram escoriações pelo corpo. Algumas machucaram o rosto e outras os braços, mas todas passam bem. Por precaução, os socorristas do Samu e Bombeiros imobilizaram algumas em macas.

Ao menos quatro viaturas da Polícia Militar foram ao local do acidente. Os policiais isolaram a área e orientaram o trânsito, que ficou congestionado no local.

Pais e outros familiares chegavam a todo instante muito apreensivos, mas quão logo percebiam que tudo estava sobre controle se acalmavam.

O motorista da van, que não se feriu, ainda muito nervoso, declarou que estava com dores na coluna. Ao que tudo indica, ele evitou que o pior acontecesse, já que esse cruzamento é muito movimentado e poderia ter atingido outros veículos. As primeiras impressões são que as árvores diminuíram a velocidade e os danos foram menores do que poderiam ser.

 

O proprietário da empresa, responsável pelo transporte escolar, estava no local e declarou que a van passou por manutenção esta semana e os pneus inclusive aparentam ser seminovos.

Além de professoras da escola que compareceram no local e acalmaram seus alunos, estiveram presentes a secretária de Educação, Kátia Daidone, Marcus Leme, da Secretaria de Saúde, e o secretário de Segurança e Defesa Civil, Alexsandro Olegário da Silva.

Por meio de nota oficial, o prefeito Jesus Chedid determinou à Secretaria de Assuntos Jurídicos e aos secretários a instauração de uma sindicância para apurar o ocorrido.

Você pode compartilhar essa notícia!

0 Comentários

Deixe um comentário


CAPTCHA Image
Reload Image