Foto: Divulgação
news-details
Geral

Empresas interessadas terão mais tempo para apresentar projetos de saneamento básico

O município de Bragança Paulista segue tentando resolver a questão do saneamento básico. Atualmente, os serviços são prestados pela Sabesp, mas o contrato está vencido desde 2009, por isso, a necessidade de se firmar um novo documento.

Na tentativa de fortalecer o município e também outras cidades da região, foi formado o Consana (Consórcio de Saneamento Nossa Água), que inicialmente contava com dez integrantes e agora tem oito: Bragança Paulista, Joanópolis, Bom Jesus dos Perdões, Monte Alegre do Sul, Nazaré Paulista, Pinhalzinho, Piracaia e Vargem. Socorro e Tuiuti deixaram o grupo.

O Consana é presidido pelo prefeito de Bragança Paulista, Jesus Chedid. No momento, os consorciados esperam receber propostas de empresas interessadas em assumir o serviço.

Nessa semana, a Prefeitura de Bragança Paulista informou que o consórcio prorrogou o prazo para a apresentação do Estudo Técnico da Proposta de Manifestação de Interesse (PMI). Agora, o prazo vai até 7 de fevereiro.

Seis empresas demonstraram interesse em participar do chamamento público e foram autorizadas a realizar o estudo técnico. São elas: GS Inima Brasil Ltda.; Kappex Assessoria e Participações Eireli/P4 Concessões e Consultoria Eireli EPP; Saneamento Ambiental Águas do Brasil S/A; Aegea Saneamento e Participações S.A; Consórcio Terracom-Perenge (Terracom Construções Ltda/Perenge Engenharia e Concessões Ltda.); e Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo (Sabesp).

Para a elaboração do estudo, as empresas precisam ter acesso a informações sobre a atual condição do saneamento básico nos municípios envolvidos. Por isso, o Consana solicitou à Sabesp o acesso às unidades operacionais dos sistemas de água e esgotamento sanitário nos municípios integrantes do consórcio pelas empresas habilitadas no chamamento público. As visitas foram autorizadas, mas com algumas recomendações.

Elas devem sempre ser acompanhadas por profissionais da Sabesp que serão escalados após o recebimento do agendamento elaborado e devem seguir protocolo específico da Sabesp para este caso, que contará inclusive com assinatura dos técnicos das empresas visitantes se responsabilizando pela confidencialidade das informações coletadas para outros fins que não seja a participação no referido chamamento público.

Você pode compartilhar essa notícia!

0 Comentários

Deixe um comentário


CAPTCHA Image
Reload Image